"Our duty is to feel what is great and love what is beautiful - not to accept all the social conventions and the infamies they impose on us."

In Madame Bovary de Gustave Flaubert

segunda-feira, 31 de março de 2008

...Chaise longue...

O elevador subia lentamente numa viagem que parecia não ter fim. O dia tinha sido agitado e o cansaço apoderava-se do seu corpo. Ansiava pela sua chaise longue...
Entrou em casa e deixou o saxofone de Charlie Parker como pano de fundo...
Desfez-se dos incómodos saltos altos e recostou-ne na reconfortante chaise longue...
Sentiu os olhos a fecharem-se...
Um arrepio percorreu-lhe o corpo como se lhe tocassem ao de leve, numa massagem sensual... um aperto nos ombros descomprimindo-lhe os pontos em tensão... sabia-lhe bem aquele aperto!.

As mãos sentiam um formigueiro inquietante tornando-se impossível mantê-las quietas... debaixo da blusa decotada uma mão hábil desaperta o soutien e procura os seios fartos. Sentia-se quente... apertou levemente um... depois o outro... as duas mãos massajavam os mamilos com confiança... os dedos humedecidos pela sua boca causavam-lhe uma onda de relaxamento e prazer inigualável...

A tesão apoderou-se dela... a mão direita dirigiu-se ao baixo ventre e iniciou uma massagem invulgar... pressionava levemente a púbis.... descia... entreabria os lábios e acariciava levemente o clítoris... como num processo repressivo da sua pulsão, regressava à púbis...

a outra mão demorava-se nos peitos... agarrava as nádegas firmemente como se as abrisse procurando ser penetrada...

...entregou-se por fim ao prazer mais intenso... mais carnal... demorando-se no clítoris iniciou a sua busca pelo Santo Graal... estimulava-se intensamente... deixou um.. depois dois dedos penetrarem-na... voltou ao clítoris... os gemidos sobrepuseram-se ao Jazz de Charlie Parker... numa onda frenética de procura do prazer final... o orgasmo fluiu pelo seu corpo...

...deixara-se levar pelo prazer da masturbação

2 comentários:

♀ Venus disse...

Fiquei sem saber se o meu coment entrou...

Mas bem no finalzinho da leitura, apercebi-me que estava completamente molhada. Que masturbanço!

Damned!!!

O Sussurrar do Corpo disse...

E, como é bom...beijo.